Início » Blog » 10 indicadores de RH que você deve conhecer e acompanhar!

10 indicadores de RH que você deve conhecer e acompanhar!

Indicadores de RH são ferramentas indispensáveis para auxiliar os gestores. Ao determinar certas métricas, a tomada de decisões se torna mais direcionada para cumprir os objetivos. Para tanto, existe uma infinidade de índices, com diferentes objetivos. 

Neste artigo, relacionaremos os mais importantes e que devem fazer parte da rotina do setor. Confira:

O que são indicadores de RH?

Trata-se de métricas utilizadas pelas empresas para mensurar resultados do setor durante determinado período. 

Em geral, a gestão de pessoas recorre ao método conhecido como KPI (Key Performance Indicators ou indicadores-chave de desempenho) para avaliar a produtividade dos colaboradores. 

Como estratégia de Recursos Humanos, os indicadores são apresentados em números ou porcentagens e funcionam como uma bússola capaz de orientar o crescimento do negócio. Ainda, eles medem ações e fornecem respostas para qualificar processos. 

A análise correta dos KPIs contribui para que os gestores possam tomar decisões estratégicas com mais eficiência, principalmente sobre a avaliação de desempenho

10 indicadores de RH para acompanhar 

Considerando que os indicadores de RH servem para acompanhar resultados e melhorar os processos executados pela gestão de pessoas, listamos aqueles considerados mais importantes para as empresas. Acompanhe!

1. Custo de benefícios

Compara os gastos absolutos aplicados em benefícios corporativos durante determinado período e o número de profissionais inseridos na folha de pagamento, no mesmo intervalo. É um indicador importante para avaliar custos decorrentes do plano de carreira e da retenção de talentos. Para calcular, usamos a seguinte fórmula:

  • Custo per capta = total de benefícios ÷ headcount

Quer transformar os benefícios da sua empresa?

Descubra como a Eva Benefícios pode te ajudar. Deixe suas informações para falarmos com você!

2. Taxa de absenteísmo

As ausências e faltas injustificadas representam o absenteísmo, muito comum nas organizações e difícil de controlar. Ele representa um desafio para o Departamento Pessoal, além de ser um fator negativo para os resultados do negócio. 

Sendo assim, o índice de absenteísmo é o resultado das faltas, atrasos e afastamentos. Quando o indicador é alto, pode significar desinteresse do profissional pela empresa ou pelo cargo. 

Nesse caso, vale investigar as causas possíveis para esse comportamento. Muitas vezes, o problema está ligado à cultura da empresa ou à inexistência de um plano de carreira

Para calcular, basta dividir as horas não trabalhadas pelas horas efetivamente trabalhadas. Após, multiplicamos o valor por 100 e teremos o resultado. A taxa de absenteísmo ideal deve ficar em torno de 1,5%. 

3. Percentual de vagas fechadas

Ter controle sobre o número de vagas fechadas no prazo é importante para qualificar os processos de recrutamento e seleção de pessoas. Nesse sentido, esse indicador mostra a habilidade do RH no preenchimento das oportunidades em tempo hábil. 

Caso o setor demore demais para fechar vagas em aberto, pode sinalizar falhas no planejamento e na execução do R&S. O cálculo deve considerar o total de vagas disponíveis com o número de admissões fora do prazo determinado. 

Logo, vagas no prazo (%) = vagas fora do prazo ÷ total de vagas x 100. O indicador mais satisfatório deve estar próximo de zero. 

4. Índice de rotatividade

Semelhante à taxa de absenteísmo, esse indicador mede a entrada e saída de colaboradores em determinado período. 

Sendo assim, o índice de rotatividade (ou turnover) possibilita analisar a qualidade do clima organizacional. Além de mostrar o nível de bem-estar no trabalho, a eficiência dos processos de onboarding e a efetividade das ações para reter talentos. 

Para calcular, vale a seguinte fórmula: 

  • número de profissionais que deixaram a empresa, dividido pela quantidade de trabalhadores efetivos no mesmo período, multiplicado por 100. 

5. Retenção de talentos

Entre os indicadores de RH que você deve conhecer e acompanhar está a retenção de talentos. Essa métrica mostra se as estratégias da organização estão funcionando para que o colaborador permaneça nela ou se a empresa está perdendo bons profissionais pela má gestão de pessoas. 

Na segunda hipótese, é o indicador que vai orientar o setor de RH para adotar medidas mais eficazes para manter os recursos humanos disponíveis. 

6. Produtividade durante a jornada de trabalho

O cenário ideal para uma empresa é produzir mais do que a concorrência, com os mesmos recursos, com menos erros e sem a necessidade de retrabalho. 

Sendo assim, monitorar esse indicador de RH auxilia as lideranças a conhecerem o potencial produtivo da organização. O cálculo deve considerar o número de produtos ou serviços gerados e dividi-lo pelos recursos utilizados. 

7. Headcount

Trata-se da contagem do número total de colaboradores em uma organização, somando-se todos os contratos ativos. Como indicador, o headcount permite avaliar aumento ou diminuição das equipes em determinado período. 

Nesse sentido, índices positivos mostram crescimento do negócio e expansão do quadro funcional. Por outro lado, quando o headcount é negativo, considere o fato como um sinal de alerta. Muitas vezes, as contratações não estão adequadas e precisam ser revistas. 

8. Avaliação de aprendizagem e treinamento

Constantemente, as empresas investem em capacitação de suas equipes. No entanto, é fundamental saber se o colaborador está absorvendo conhecimento e se ele faz sentido para a carreira. 

Para isso, com a ajuda da tecnologia, a gestão de pessoas aplica avaliações e questionários para coletar dados e mensurar se os treinamentos estão sendo bem aproveitados. 

9. Retorno sobre Investimento

É um indicador utilizado para compreender se os investimentos realizados deram retorno em um período específico ou não. Assim, ele analisa recursos que entram e saem da empresa. 

Para descobrir o Retorno sobre Investimento, subtraímos os custos da receita gerada para saber se teremos lucro. Após, dividimos o lucro pelas despesas totais. A fórmula é:

  • (Receita com o investimento – custo do investimento) ÷ custo do investimento = ROI

10. Índice de satisfação 

É um indicador que mostra, diretamente, o nível de engajamento e satisfação dos colaboradores no trabalho. Para isso, a gestão de pessoas utiliza uma ferramenta chamada eNPS (Employee Net Promoter Score). 

Essa métrica comprova se há fit cultural entre colaborador e empresa. Nesse sentido, ela monitora o contentamento dos profissionais e sua lealdade com a organização. A pesquisa eNPS fornece pontos, em uma escala de 0 a 10, sobre a possibilidade do funcionário recomendar a empresa como um bom lugar para trabalhar, entre outras questões. 

Assim, concluímos nossa lista de 10 indicadores de RH para conhecer, aplicar e acompanhar na sua empresa. Destacamos essas métricas como importantes tanto para monitorar o sucesso do negócio quanto para afastar possíveis obstáculos que impeçam o crescimento da empresa. 

Se você gostou desse assunto, cadastre-se no RH Portal e receba muito conteúdo sobre Gestão de Pessoas

Este artigo foi produzido pelo RH Portal.

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe

Este artigo foi feito por

Artigos recentes
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments