Início » Blog » Tech Recruiter: saiba tudo sobre esse profissional

Tech Recruiter: saiba tudo sobre esse profissional

Em um mercado cada vez mais direcionado para o meio digital, saber selecionar os melhores profissionais da área de tecnologia da informação torna-se imprescindível para as empresas. Nesse contexto, surgiu o profissional que não apenas tem a capacidade de avaliar as competências técnicas de programadores e desenvolvedores, mas também de recrutá-los de maneira rápida e ágil. Me refiro ao Tech Recruiter (TR).

O Tech Recruiter, it recruiter ou recrutador técnico, deve estar sempre atualizado sobre as constantes novidades do mercado da tecnologia. Com o crescimento da demanda por profissionais de TI, os Tech Recruiters também tornam-se cada vez mais procurados pelas empresas, também por influência da Transformação Digital.

Mas você sabe o que esse profissional faz e qual sua importância no mercado atual? Ou quer saber como se tornar um bom TR? Então continue lendo para descobrir tudo sobre esse profissional e sua relevância para empresas de tecnologia.

O que é Tech Recruiter? A diferença para um recrutador convencional

Diferente dos outros profissionais da área de Recrutamento e Seleção, o Tech Recruiter é especializado em encontrar os melhores talentos da área de TI. Por isso, esse cargo exige conhecimentos específicos da área de tecnologia da informação.

De acordo com Gabriella Costa, profissional de Talent Acquisition e Tech Recruiter da Usemobile, ser um TR exige, além de capacidades de recrutamento e seleção, estar sempre atualizado com as novas tendências da área do RH e da tecnologia.

Segundo ela, “o principal ponto que diferencia o TR do recrutador comum é o conhecimento sobre as questões mais técnicas da área de TI. Se, por exemplo, eu estiver com uma vaga aberta para Desenvolvedor Android, eu não preciso dominar Java, só ter noções dos padrões de arquitetura, dos softwares utilizados e das linguagens que o programador deve saber já basta”.

Salário do TR

De acordo com o Glassdoor, o salário médio mensal de um Tech Recruiter, no Brasil, fica em torno de R$3.708. Em empresas maiores, no entanto, esse valor pode ultrapassar a marca de R$7.000.

Qual a importância do Tech Recruiter para as empresas de TI?

Com o mercado da tecnologia da informação cada vez mais aquecido e competitivo, os melhores profissionais de TI são constantemente disputados entre as empresas. Não por acaso, o setor de tecnologia e software é um dos que apresentam maior taxa de rotatividade, de acordo com pesquisa.

Além disso, se você considerar que a tecnologia está entre as áreas que irão permanecer em alta até 2025, é inevitável pensar que a demanda por Tech Recruiters também irá subir.

Por isso, se você deseja se tornar um Tech Recruiter, acompanhe abaixo o passo a passo que preparei, junto com a Gabriella!

Como se tornar um Tech Recruiter?

Como já foi dito, um Tech Recruiter deve dominar o processo de recrutamento e seleção e ter noções de conhecimentos técnicos da área de TI. Para os que já estão inseridos no RH de empresas de tecnologia, acompanhar as entrevistas técnicas é um ótimo caminho para entender melhor as hard skills.

Entretanto, aqueles que desejam se tornar profissionais de TR e não sabem por onde começar, precisam primeiro investir em sua capacitação.

Formação

De acordo com Gabriella, não há exigências de áreas específicas de formação para esse profissional. Ainda assim, a grande maioria dos Tech Recruiters possuem formação em Psicologia, Gestão de RH ou Administração.

Cursos

Além da formação universitária, é importante também procurar cursos específicos para RH de tecnologia. Também, procurar cursos básicos sobre programação e desenvolvimento de software também pode ser uma boa ideia para se acostumar com os termos técnicos.

Networking

Acompanhar webinars e perfis de Tech Recruiters no LinkedIn também é de suma importância. Através desse contato, que pode ser feito diretamente pelas redes sociais, você terá uma noção maior do cotidiano desses profissionais e poderá também acompanhar as tendências do mercado. 

O cotidiano de um Tech Recruiter

Gabriella conta que a rotina de um Tech Recruiter pode variar muito. De acordo com ela, quando é necessário preencher uma vaga, o trabalho começa com a referência técnica da área orientando quais devem ser os requisitos básicos, diferenciais, salário e benefícios.

Depois disso, as vagas são publicadas na página de carreira da empresa e nas redes sociais. Após certo período de tempo, caso não haja candidatos suficientes para dar continuidade ao processo, começa a principal atividade do Tech Recruiter: o talent hunt, ou caça aos talentos.

Durante esse processo, que geralmente é feito pelo LinkedIn Recruiter, o TR vai atrás dos profissionais que correspondem às necessidades da vaga. Caso haja algum retorno positivo, aí vem as entrevistas técnicas, fit cultural e, por fim, a parte boa: a contratação.

Caso algum candidato seja reprovado, um grande diferencial para os recrutadores é enviar feedbacks com sugestões de cursos ou livros que possam ajudar a pessoa a desenvolver determinadas competências — sejam elas comportamentais ou técnicas.

Desafios frequentes

Por ser uma área relativamente nova, o Tech RH encontra inúmeras dificuldades. A alta taxa de turnover, a necessidade de constante atualização sobre as tecnologias e a competição acirrada do mercado pelos melhores profissionais de TI fazem com que o recrutamento seja desafiador.

“O mercado aquecido para a área de TI é um dos principais desafios do Tech Recruiter. Por vezes, um desenvolvedor pode chegar a receber até oito propostas de emprego por dia. Então, por exemplo, para fechar uma vaga de desenvolvedor pleno, tenho que entrar em contato com mais de 100 pessoas”, exemplifica Gabriella.

Com toda essa competitividade, muitas empresas não entendem que a dificuldade em contratar profissionais de TI se dá por conta do mercado, e não por falha do recrutador. Por isso, a pressão também pode ser desgastante para o Tech Recruiter.

As satisfações de atuar como TR

Como você pode perceber, atuar como TR é enfrentar um leão por dia. Ainda assim, com todas as dificuldades, ser um Tech Recruiter também proporciona satisfações únicas.

Gabriella fala que “com todas as dificuldades, é muito satisfatório quando consigo fechar uma vaga. Com o advento do home office, também tenho oportunidade de conhecer e me conectar com pessoas de vários lugares do Brasil”.

E aí? Gostou de saber mais sobre essa área do RH que só cresce? Então deixe seu comentário e compartilhe o conteúdo com os amigos que possam se interessar.

Tópicos

Compartilhe

Este artigo foi feito por

Artigos recentes