Despesas operacionais, não operacionais e pré-operacionais: o que são? 

por

por

Capa do artigo: 'despesas operacionais; despesas pré-operacionais e despesas não operacionais.

Toda organização tem despesas operacionais, não operacionais ou pré-operacionais. Mas você sabe como funciona essa categorização e como ela ajuda a sua gestão de despesas corporativas?

Não adianta fugir, já que as despesas estão por todos os lados — sejam elas na vida pessoal ou no seu negócio — e por isso é importante organizar os processos para que elas não virem uma dor de cabeça

Mas fique tranquilo, caso você esteja perdido e não saiba muito bem o que são despesas não operacionais, pré-operacionais e operacionais, nesse artigo vamos te contar um pouco mais sobre cada uma delas. Também exploraremos a importância de manter esses gastos bem estruturados.

Vamos lá.

O que são as despesas operacionais, não operacionais e pré-operacionais?

Tais conceitos referem-se a categorias contábeis que ajudam a classificar os gastos de uma empresa de acordo com sua natureza e momento em que ocorrem. Vamos entender cada uma delas:

Despesas operacionais

São despesas operacionais as que surgem conforme as atividades principais e regulares da empresa. Elas são parte dos custos associados à produção, venda e entrega de produtos ou serviços. Alguns dos principais tipos de despesas operacionais incluem:

  • Salários e encargos de colaboradores;
  • Aluguel de instalações;
  • Cartão corporativo;
  • Energia elétrica;
  • Material de escritório;
  • Impostos;
  • Despesas de vendas entre outros. 

Despesas não operacionais

Já as despesas não operacionais, como o nome sugere, são gastos que não estão diretamente relacionados às operações normais do negócio. Essas despesas são, muitas vezes, eventos ou custos que não ocorrem regularmente durante a realização das atividades principais da empresa. Alguns tipos comuns de despesas não operacionais incluem:

  • Despesas financeiras;
  • Perdas cambiais;
  • Multas e penalidades, 
  • Ferramentas;
  • Investimentos financeiros também podem gerar receitas ou despesas não operacionais.

É importante destacar que as despesas não operacionais não afetam diretamente a determinação do lucro operacional da empresa, mas podem impactar o lucro líquido total e, consequentemente, a avaliação da saúde financeira da organização.

Despesas pré-operacionais

Por fim, as despesas pré-operacionais são gastos incorridos antes do início das operações comerciais da empresa. Normalmente, essas despesas estão relacionadas à preparação e organização para o início das atividades, como:

  • Gastos com pesquisa de mercado;
  • Estudos de viabilidade;
  • Treinamento de equipe antes do início das operações;
  • Despesas legais e contábeis associadas à criação da empresa.

Essas categorias são importantes para a contabilidade e gestão financeira, pois permitem uma análise mais detalhada dos gastos e receitas da empresa, facilitando o controle e a tomada de decisões. Cada tipo de despesa tem implicações diferentes para a saúde financeira e o desempenho operacional da organização.

Qual a importância de organizar e classificar as despesas operacionais? 

Organizar e classificar as despesas operacionais é fundamental para uma gestão financeira eficaz e para a compreensão completa dos custos associados às operações de uma empresa. Algumas das razões pelas quais é importante organizar e classificar essas despesas incluem:

Avaliação do desempenho financeiro

Classificar as despesas operacionais permite uma análise mais precisa do desempenho financeiro da empresa. Ao entender onde o dinheiro está sendo gasto, os gestores podem identificar áreas de eficiência e oportunidades de melhoria.

Orçamentação eficiente

Uma classificação organizada das despesas operacionais facilita o processo de orçamentação. Os gestores podem prever com mais precisão os custos futuros e estabelecer metas realistas para o controle financeiro.

Conformidade regulatória e fiscal

Uma classificação adequada das despesas não operacionais e operacionais é essencial para cumprir obrigações regulatórias e fiscais. Isso inclui relatórios financeiros precisos e a determinação correta de impostos a serem pagos, conforme a legislação brasileira que diz que a obrigação tributária é a responsabilidade legal de um contribuinte em relação ao cumprimento das suas obrigações fiscais perante o Estado.

E caso tenha ficado alguma dúvida sobre essa despesa, aqui tem um vídeo que pode te ajudar:

Como organizar as despesas pré-operacionais e não operacionais?

Organizar essas despesas é crucial para uma gestão financeira eficiente e para garantir que esses investimentos sejam bem direcionados. Aqui estão algumas orientações sobre como organizar essas despesas:

Categorização adequada

Classifique as despesas de forma clara, diferenciando entre pré-operacionais e não operacionais. Isso facilita a análise e o acompanhamento ao longo do tempo.

Registro detalhado

Mantenha um registro detalhado de todas as despesas, documentando cada transação. Isso inclui recibos, contratos e outros documentos relevantes para cada despesa.

Sistema de contabilidade

Utilize um sistema eficiente que permita a categorização fácil e a geração de relatórios de despesas detalhados

Orçamento específico

Dedique um orçamento específico para despesas pré-operacionais, considerando gasto com pesquisa de mercado, treinamento e outros investimentos necessários antes do início das operações regulares.

Centralização da informação

Centralize todas as informações relacionadas a despesas pré-operacionais e não operacionais em um local acessível, facilitando a análise e o compartilhamento de informações entre os membros da equipe financeira.

Revisão periódica

Faça revisões periódicas do status das despesas não operacionais e operacionais. Isso é especialmente importante durante as fases de planejamento estratégico ou mudanças significativas no ambiente de negócios.

Por fim…

A essa altura você já entendeu que manter os gastos da sua empresa bem organizada é primordial para a saúde do seu negócio, não é mesmo? E se eu te disser que com a Eva, você consegue simplificar ainda mais a gestão das suas despesas corporativas? 

Com nosso cartão para gastos corporativos, você fica no controle com um dashboard simplificado, tem acesso a relatórios analíticos, controle dos estornos, extratos detalhados e muito mais. E aí, tá esperando o que para facilitar ainda mais o seu dia? Preencha o formulário aqui embaixo e venha otimizar sua gestão com a gente!

Texto por: Bianca Furquini.

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe nas suas redes sociais:

Quer simplificar os processos
da sua empresa?

Comentários

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Quer saber mais?
Fale com a Eva!