Início » Blog » MBTI: como aplicar o teste nas organizações
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

MBTI: como aplicar o teste nas organizações

Seja por diversão, necessidade ou autoconhecimento, realizar testes de personalidade pode ser benéfico para conhecer melhor suas próprias características e identificar os pontos fortes e fracos de sua personalidade. Dentre esses testes, um dos mais famosos disponíveis pela internet é o teste das personalidades MBTI, ou classificação tipológica de Myers-Briggs.

O MBTI, conhecido também como teste das 16 personalidades, é um instrumento de Assessment utilizado em larga escala e que pode ter diversas aplicações, inclusive para as empresas. No teste, os usuários devem responder inúmeras perguntas em uma escala de concordância e discordância com as sentenças apresentadas.

Para descobrir o que é o MBTI e quais são suas aplicações nas empresas e organizações, continue a leitura!

O que é o MBTI?

A tipologia Myers-Briggs foi criada no contexto da Segunda Guerra Mundial por duas professoras estadunidenses: Katharine Cook Briggs e sua filha, Isabel Briggs Myers. Na época, a motivação das duas para criar o teste foi para ajudar mulheres a encontrarem o trabalho ideal de acordo com seu perfil.

Além disso, elas acreditavam também que o teste poderia ajudar no caminho para promover a paz, já que compreendiam que reconhecer as diferenças e semelhanças entre nós é um ótimo caminho para a resolução de conflitos. 

Foi assim que, baseadas na teoria sobre os tipos psicológicos de Carl Jung, elas desenvolveram a Tipologia Myers-Briggs, que propõe classificar as personalidades em 16 tipos.

Conheça agora o funcionamento do teste das personalidades MBTI.

Entendendo o MBTI

O teste de personalidades MBTI visa julgar 4 dimensões dicotômicas da personalidade humana, sendo elas:

  • Extroversão (E) / Introversão (I)
  • Sensoriais (S) / Intuitivos (N)
  • Racionalistas (T) / Sentimentais (F)
  • Julgadores (J) / Perceptivos (P)

Para chegar nesses resultados, no entanto, os usuários precisam responder um pequeno teste, de cerca de 12 minutos, que vai avaliar sua personalidade por meio da sua resposta a determinadas situações.

Para isso, o teste de personalidades MBTI conta com perguntas como “você acha difícil se apresentar para outras pessoas?” ou “você permanece relaxado e concentrado mesmo sob pressão?”, dentre outras.

Assim, o teste direciona o resultado a partir de respostas como:

  • Concordo totalmente
  • Concordo parcialmente
  • Neutro
  • Discordo parcialmente
  • Discordo totalmente

Dica: evite ao máximo responder com “neutro”! 

Após responder algumas perguntas, você terá um resultado como esse:

resultado de um teste MBTI para personalidade ENFP-A

Se você já teve algum contato com o teste, sabe que os resultados se apresentam em siglas como ENFP (Extrovertido, Intuitivo, Sentimento e Perceptivo) — como é meu caso.

Entenda o que isso significa e os demais outros 16 tipos de personalidades do MBTI:

Diplomatas

ilustração de um homem falando num púlpito

São pessoas marcantes pelo seu idealismo. Empatia, facilidade de se comunicar e cooperação estão entre as principais características dos que se encaixam em uma das 4 personalidades desse grupo.

Ativista (ENFP)

Os ativistas são a encarnação daquilo que consideramos como espíritos livres: são pessoas cheias de energia e que encantam meramente pela sua presença. Mais do que pela estabilidade, os ativistas prezam pela liberdade e pela criatividade acima de tudo.

Advogado (INFJ)

Muitas vezes as pessoas cultivam ideais e não fazem nada para alcançá-los — mas esse definitivamente não é o caso dos advogados. Esses são norteados pelo seu senso de moral e justiça, defendendo-os com a personalidade forte que lhes é característica. Inclusive, Nelson Mandela e Martin Luther King Jr são personagens célebres dentre os poucos que têm essa personalidade.

Mediador (INFP)

Calmos, reservados e sempre procurando olhar para o copo meio cheio: esses são os mediadores. São pessoas guiadas pelos seus sentimentos e que podem inspirar compaixão e bondade aonde quer que estejam.

Protagonista (ENFJ)

Os protagonistas são líderes natos que conseguem atrair multidões com seu carisma e autoconfiança. A grande diferença entre esses e os comandantes, é que o protagonista consegue avaliar melhor as emoções das pessoas para assim inspirá-las.

Analistas

ilustração de um homem sentado com um braço apoiado num caderno e outra mão segurando numa caneta próxima ao seu rosto

Dentre as 16 personalidades do MBTI, os analistas podem ser considerados o cérebro de suas equipes. Nesse grupo, que engloba quatro personalidades, estão aqueles profissionais que tentam ao máximo racionalizar os processos e que tomam decisões baseadas na lógica.

Arquiteto (INTJ)

Um dos tipos de personalidade mais raros, compreendendo apenas 2% da população. São pessoas que desde sua infância apresentam uma sede insaciável por conhecimento e que geralmente são calculistas e planejam todas as áreas de sua vida. Personalidades importantes como Friedrich Nietzsche e Elon Musk estão entre os arquitetos mais famosos.

Lógico (INTP)

Inventivos e criativos, os lógicos estão sempre tentando identificar padrões e resolver problemas. Mentes brilhantes como Albert Einstein e Isaac Newton são consideradas desse tipo de personalidade, que privilegia cientistas e estudiosos no geral.

Comandante (ENTJ)

Como o próprio nome já sugere, pessoas da personalidade ENTJ costumam ser líderes exímios. Gostam de ocupar cargos de liderança e coordenam as outras pessoas com base na lógica e racionalidade — também por isso, muitas vezes podem ser compreendidos como insensíveis.

Inovador (ENTP)

De modo geral, os inovadores são pessoas argumentativas, sempre com disposição para debater suas ideias e provar o seu ponto. A honestidade e sinceridade — por vezes sem filtros — é o que caracteriza os inovadores.

Sentinelas

Ilustração de um médico segurando um escudo

Ao contrário dos diplomatas, os sentinelas são pessoas que prezam pela praticidade e mantém seus pés no chão. Apesar disso, esse grupo que reúne grande parte da população também são ótimos para trabalhar em equipe.

Logístico (ISTJ)

Esse pode ser considerado um dos tipos de personalidade mais abundante, correspondendo a cerca de 13% da população. Os logísticos são bastiões da integridade e tendem a ser pessoas dedicadas em qualquer tarefa que cumpram.

Defensor (ISFJ)

Os defensores são aquele tipo de pessoa que toma a frente diante dos problemas que assolam sua família e trabalho. São privilegiados em profissões que exigem cuidado com o próximo como medicina e enfermagem, e dentre as personalidades que compõem esse grupo destacam-se a Beyoncé e a Rainha Elizabeth II.

Executivo (ESTJ)

A ordem, honestidade e a valorização das normas morais podem ser colocadas como principais características dos executivos. Eles correspondem a 11% da população e sempre defendem valores essenciais para a manutenção das sociedades democráticas.

Cônsul (ESFJ)

A prestatividade é o pilar da personalidade dos que se encaixam nesse grupo. Também por isso, são pessoas que tendem a assumir a liderança baseada em sua popularidade perante seus amigos e conhecidos.

Exploradores

Ilustração de uma mulher olhando uma paisagem no binóculos

Os exploradores são pessoas com facilidade para se adaptar às situações e que ostentam espontaneidade. Eles têm necessidade de experimentar coisas novas constantemente e se dão bem em lugares que propõem novos desafios com frequência.

Virtuoso (ISTP)

Esses são os que gostam de colocar a mão na massa. Na infância, são aquelas crianças que gostam de descobrir o mundo pelo tato. Curiosidade para experimentar e disposição para reinventar as coisas também são traços marcantes nessas pessoas.

Aventureiro (ISFP)

Se reinventar a todo instante é o lema dos aventureiros. Esses se sentem felizes ao romper com qualquer coisa que seja convencional e possuem um ótimo olho para identificar a estética e a beleza das coisas.

Empresário (ESTP)

Os que possuem essa personalidade estão e gostam de estar no centro das atenções. São muito mais de ações do que de palavras, e a impulsividade pode ser tanto um problema quanto um charme pessoal para essas pessoas.

Animador (ESFP)

Os animadores, em uma festa, são os mais fáceis de serem identificados. Gostam de atenção, possuem pouco ou nenhum medo de se expressar e, por isso, atraem a curiosidade de outras pessoas com naturalidade.

Afinal, o MBTI é um teste científico?

Muitas pessoas se questionam sobre a veracidade do teste de personalidades MBTI. Mas afinal, o teste possui alguma fundamentação científica ou é, como dizem, um horóscopo de letrinhas?

Em 1991, um comitê de psicólogos da National Academy of Sciences realizou uma revisão do teste, e descobriram que, não, o MBTI não é um teste de personalidade cientificamente correto segundo especialistas. Mais recentemente, Adam Grant, psicólogo ocupacional e autor bestseller do New York Times, publicou em um artigo do LinkedIn que o teste não cumpre os critérios de credibilidade de um teste científico.

Vale lembrar, no entanto, que o teste foi criado de acordo com a teoria das personalidades de Jung. Mas mesmo que tenha sido baseado na obra do pai da psicologia analítica, para especialistas, ele ainda apresenta inúmeras lacunas e limitações na hora de classificar as personalidades humanas.

A versão mais famosa do teste, inclusive, não é completa. O teste online chamado de 16 personalities é apenas uma versão resumida do teste original, que contém cerca de 90 questões e é aplicado pela Myers-Briggs Company, empresa que detém a propriedade intelectual do teste. Falarei sobre como adquirir no último tópico.

Mas então, por que gostamos e fazemos esses testes?

Não importa se são signos astrológicos, personalidades MBTI, casas de Hogwarts ou até mesmo o tipo de panela que eu seria. A explicação mais óbvia para o nosso gosto por esse tipo de coisa é bem simples: gostamos de ser testados e classificados de acordo com nossas particularidades.

É claro que, por vezes, os resultados podem expor características que são comuns a grande parte das pessoas, e é isso que nos faz pensar “isso é tão eu!” quando recebemos os resultados desses testes.

Mesmo assim, não poderíamos, de forma alguma, caracterizar as personalidades MBTI como inúteis e o teste como ineficaz. Uma definição mais correta seria que o teste de personalidades MBTI é, no mínimo, abrangente demais.

Mas mesmo não sendo um teste científico, isso não significa que ele não tenha aplicações úteis. Ao longo da história do RH, foram criadas inúmeras ferramentas para testar e classificar os candidatos e colaboradores, e o MBTI é mais uma delas.

Saiba agora como aplicar o teste das personalidades MBTI na sua organização.

Como aplicar o MBTI na sua empresa?

Os testes de personalidade são ótimas ferramentas para complementar os processos seletivos das empresas. Através deles, os empregadores conseguem identificar melhor a personalidade dos candidatos para, assim, contratarem aqueles que possuem um perfil mais alinhado com a vaga.

Dentre essas ferramentas, o teste das personalidades MBTI é um dos mais utilizados. Sua versão oficial, inclusive, é aplicada em mais de 2 milhões de pessoas anualmente, dentre colaboradores e estudantes, e movimenta mais de $50,8 milhões de dólares por ano para a Myers-Briggs Company.

Para aplicar o teste de maneira eficiente em sua organização, você deve, antes de tudo, ter uma noção do perfil que você deseja para ocupar aquela vaga. A partir das 16 personalidades, tente identificar qual seria a ideal para a sua empresa e para aquele cargo específico.

O teste de personalidade MBTI também possibilita que as empresas julguem quais são os candidatos mais alinhados com a cultura organizacional. Para os colaboradores que já integram o seu time, o teste também pode ajudar a criar planos de desenvolvimento personalizados.

 Por isso, no seu próximo processo seletivo, não deixe de considerar disponibilizar o teste — seja a versão completa ou a resumida — para os candidatos. Você pode conferir os valores para organizações e indivíduos pelo site da empresa.

E se você gostou de conhecer mais sobre o teste, compartilhe o conteúdo com seus amigos e comente seu resultado!

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Este artigo foi feito por

Artigos recentes
Mão segurando papel escrito "Eva Benefícios: Flexibilidade em suas mãos".
Acontece na Eva
Leonardo Grein

Se não há taxas, como a Eva lucra?

A Eva Benefícios surgiu com a proposta de simplificar os benefícios corporativos para o RH e, consequentemente, para o colaborador. Inclusive, um dos principais diferenciais

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments