Quanto oferecer de vale-alimentação (VA)? Veja o valor ideal!

por

por

Mão segurando o cartão Eva. No fundo, uma cesta de mercado cheia de produtos. No título "quanto oferecer de vale-alimentação".

Se você é um empregador, é provável que já tenha se questionado sobre qual seria o valor ideal para oferecer de vale-alimentação aos seus funcionários. É importante destacar que o cálculo do valor médio depende dos preços praticados nos estabelecimentos da região onde a empresa está localizada.

O vale-alimentação é um benefício bastante comum, muitas vezes confundido como obrigatório. No entanto, é importante ressaltar que a concessão deste benefício é facultativa por parte das organizações, não havendo um valor mínimo estipulado para sua oferta.

Então, como determinar o valor adequado de vale-alimentação a ser oferecido aos colaboradores? E qual é a média de valores por região? Vamos explorar essas questões a seguir.

O que é o vale-alimentação?

O vale-alimentação é um benefício destinado à aquisição de alimentos para consumo, podendo ser utilizado em supermercados, mercearias e estabelecimentos similares. Em resumo, o VA é um benefício que proporciona aos colaboradores acesso a uma alimentação adequada, mesmo fora do ambiente de trabalho.

Com este benefício, os colaboradores podem comprar alimentos para o consumo com a família, o que acaba impactando positivamente a nutrição de todo o grupo familiar.

Veja também sobre a obrigatoriedade do vale-alimentação.

Vale-alimentação e vale-refeição são a mesma coisa?

Não! Vale-refeição é um benefício destinado para a aquisição de refeições prontas em lanchonetes, restaurantes e mais. Como se fosse um equivalente aos refeitórios que as organizações proporcionam aos funcionários.

O vale-alimentação, por outro lado, é como um substituto para a — ultrapassada — cesta básica. Sendo assim, é destinado para utilização em mercados, açougues, feiras e mais.

Tabela com as principais diferenças entre vale-alimentação (VR) e vale-refeição (VR)

Como é calculado o valor do VA?

O cálculo do valor do vale-alimentação é baseado no custo médio dos alimentos na região. Geralmente, são considerados os gastos com alimentação por dia útil para determinar o valor a ser oferecido mensalmente. É essencial oferecer uma quantia que atenda às necessidades nutricionais dos colaboradores e suas famílias.

Para empresas com funcionários em diferentes cidades devido ao trabalho remoto, é fundamental oferecer um cartão de benefícios flexíveis. Isso permite que o saldo seja utilizado em diversos estabelecimentos e possibilita a personalização dos benefícios por funcionário.

Há um valor mínimo de vale-alimentação segundo a lei?

Como a oferta de vale-alimentação é facultativa, não há uma disposição legal sobre o valor a ser pago aos colaboradores. Portanto, não há na legislação trabalhista qualquer indicação de valor mínimo ou máximo para o vale-alimentação.

No entanto, é possível considerar um valor base calculado a partir do preço médio dos alimentos no país ou, até mesmo, da região em que sua empresa atua. De acordo com um levantamento do IBGE, a média de gastos com alimentação no Brasil é de R$1.051,15 por família mensalmente.

Qual a melhor forma de oferecer vale-alimentação?

Assim, a melhor maneira de oferecer qualquer valor de vale-alimentação é proporcionando opções de utilização aos colaboradores. Os cartões vale-alimentação de ampla aceitação, como o da Eva, são uma excelente escolha. Com eles, é possível personalizar o saldo oferecido para cada funcionário e garantir que o cartão seja aceito em diversos estabelecimentos, além de proporcionar praticidade no pagamento.

Então, não espere mais! Junte-se à Eva e proporcione esse benefício aos seus colaboradores hoje mesmo!

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe nas suas redes sociais:

Quer simplificar os processos
da sua empresa?

Comentários

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Quer saber mais?
Fale com a Eva!