Cultura de feedback: 10 erros comuns das empresas

por

por

O mascote da Eva ao lado direito do título da imagem "cultura de feedback".

O mundo corporativo contemporâneo é marcado por inúmeras palavras provenientes da língua inglesa. Só de cabeça, é possível citar o tal do brainstorming, o mindset, o people analytics e o tão falado feedback.

🤣 Já pensou se fosse ao contrário e os gringos tivessem que aprender português? A influencer ‘aquela miranda’ já 🤣

Este último, que talvez seja um dos mais famosos entre tais termos, têm ganhado relevância no contexto empresarial moderno. Muito se fala, além da avaliação de desempenho realizada com frequência, do estabelecimento de uma cultura de feedback nas empresas.

Se você deseja saber mais sobre esse termo e descobrir quais as vantagens uma cultura organizacional de feedbacks pode trazer para sua empresa, siga com a leitura.

O que é feedback?

É o nome que se dá a resposta ou avaliação fornecida a alguém sobre seu desempenho ou comportamento, visando o aprimoramento contínuo.

Em tradução livre, no entanto, feedback significa retroalimentação — termo pouco utilizado pelos falantes da língua portuguesa. Basicamente, trata-se do processo de avaliação das percepções de terceiros sobre sua mensagem, performance, atendimento ou coisas do tipo.

No contexto organizacional, tal termo tem ganhado relevância já que esta prática oferece vários benefícios para as organizações e colaboradores. Vejamos mais informações sobre a cultura de feedback.

Já a cultura de feedback…

Se o feedback é o processo de avaliação de performance para o desenvolvimento profissional e pessoal, a cultura de feedback é uma forma de institucionalizar este mecanismo nas organizações.

Basicamente, o termo caracteriza instituições públicas ou privadas que conhecem os benefícios e aplicam esta avaliação construtiva continuamente em sua gestão de desempenho.

Confira mais sobre a cultura de feedback no vídeo.

Vantagens da cultura de feedback

Conforme é possível observar, as organizações ganham muito investindo na prática de retroalimentação. Dados sobre feedbacks para funcionários coletados pela Zippia apontam que:

  • 65% dos funcionários desejam saber sobre seu desempenho.
  • Empresas que investem na cultura de feedback regular dos funcionários têm taxas de rotatividade 14,9% menores do que organizações que não investem.
  • Quatro em cada dez funcionários que recebem pouco ou nenhum retorno estão descomprometidos com o trabalho.
  • 43% dos funcionários mais engajados recebem retorno sobre o desempenho pelo menos uma vez por semana.
  • 98% dos funcionários se desengajam do trabalho quando recebem pouco ou nenhum retorno sobre seu desempenho.
O influencer de RH JP Coutinho e uma citação sua no Eva Talks #3: Jornada do RH, sobre Cultura de Feedback.

Para a empresa

Com uma cultura de feedback sólida, as empresas podem identificar áreas de melhoria, aumentar a produtividade da equipe e fortalecer o relacionamento com os clientes. Através da prática contínua, é possível adaptar-se rapidamente às mudanças do mercado e incentivar a inovação, garantindo uma vantagem competitiva sustentável.

Para o colaborador

Os colaboradores se beneficiam ao receber feedback construtivo, que os ajuda a aprimorar suas habilidades e competências. Além disso, a prática incentiva a transparência e a comunicação aberta, promovendo um maior senso de pertencimento e engajamento entre os membros da equipe. 

Essa abordagem também aumenta a motivação dos colaboradores, permitindo que eles alcancem todo o seu potencial dentro da organização. Entenda os tipos de feedback adiante.

Tipos de feedback

Um retorno sobre o desempenho efetivo desempenha um papel crucial no desenvolvimento pessoal e profissional, permitindo melhorias contínuas e o fortalecimento das relações entre colaboradores e empresas. Saiba quais as particularidades entre os tipos.

Positivo

Na cultura de feedback, o positivo é como um superpoder! Ao reconhecer os pontos fortes dos colaboradores, eles se sentem valorizados e motivados, impulsionando a produtividade e o desempenho no trabalho

Negativo

Ninguém é perfeito, certo? O retorno negativo também faz parte da cultura de feedback, e, quando entregue com empatia e foco na melhoria, pode ser um trampolim para o crescimento pessoal e profissional dos colaboradores.

Construtivo

O construtivo é pra quem fica em cima do muro! Ele equilibra elogios com sugestões de aprimoramento, criando um ambiente de aprendizado contínuo, onde todos crescem e se desenvolvem juntos.

Ofensivo

Vamos falar a verdade? É bem recomendável deixar o que for ofensivo fora do jogo! Respeito e empatia são essenciais para criar um clima organizacional colaborativo, onde todos se sentem valorizados e encorajados a evoluir.

10 erros comuns ao implementar a cultura de feedback

  1. Falta de comunicação clara: Se os colaboradores não entendem por que tais avaliações são importantes, como devem ser dadas e qual o objetivo, a cultura de feedback não será eficaz. Certifique-se de comunicar de forma clara os benefícios e propósitos da prática.
  2. Retorno não solicitado: Dar um retorno quando este não foi solicitado pode ser invasivo e contraproducente. Certifique-se de que o feedback seja solicitado ou ofereça-o de forma construtiva e com sensibilidade.
  3. Feedback excessivamente negativo: Se for sempre crítico, isso pode minar a motivação e a confiança dos colaboradores. Equilibre o negativo com elogios e reconhecimento.
  4. Falta de treinamento: Não fornecer treinamento adequado sobre como dar e receber as avaliações pode levar a mal-entendidos e conflitos. Invista em treinamento para todos os colaboradores, ensinando habilidades de comunicação não-violenta.
  5. Ignorar o feedback recebido: Se os colaboradores fornecem suas percepções, mas não veem nenhuma ação ou mudança, podem perder a confiança na cultura de feedback da empresa. Certifique-se de que o feedback seja levado em consideração e usado para melhorias.
  6. Culpar ou julgar em vez de fornecer soluções: O feedback deve ser construtivo e focado em melhorias. Evite culpar ou julgar os colaboradores, em vez disso, concentre-se em fornecer orientações e soluções para resolver problemas.
  7. Ausência de retorno dos colaboradores para líderes: É importante que a cultura de feedback seja aplicada em todas as direções hierárquicas. Se apenas os líderes da empresa fornecerem, mas não o receberem dos colaboradores, isso pode gerar desequilíbrio e falta de confiança.
  8. Demora na resposta: O retorno deve ser fornecido em tempo hábil, logo após a observação de uma ação ou comportamento, para que seja relevante e efetivo.
  9. Falta de confidencialidade: Se a avaliação fornecida não for tratada com confidencialidade, os colaboradores podem hesitar em expressar suas opiniões honestas e francas.
  10. Ignorar o impacto emocional: É fato que esta prática pode afetar emocionalmente as pessoas. Líderes e colaboradores devem estar cientes do impacto emocional e serem empáticos ao oferecê-lo.

Por fim…

É fundamental ser cauteloso na hora de implementar a cultura de feedbacks. Assim como é necessário contar com a melhor ferramenta de formulários de feedbacks para funcionários.

Além disso, saber recompensar os funcionários que tiveram boas avaliações também é importante para a manutenção da cultura de feedbacks. Entre em contato com a nossa equipe e saiba mais.

5 3 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe nas suas redes sociais:

Quer simplificar os processos
da sua empresa?

Comentários

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Quer saber mais?
Fale com a Eva!