Analista de Recrutamento e Seleção: entenda tudo!

por

por

Texto escrito 'Analista de Recrutamento e Seleção. O fundo da imagem é coberto com folhas roxas.

Você sabe o que faz um analista de recrutamento e seleção e como você pode começar a atuar na área? Trata-se do profissional responsável por todo o processo de contratação dentro de uma empresa. 

Quer entender melhor as atribuições desse cargo e quais habilidades é preciso desenvolver para ocupá-lo? Confira na leitura! 

O que é um analista de recrutamento e seleção?

O analista de recrutamento e seleção é o profissional responsável por gerenciar, planejar e realizar todas as etapas de um processo de recrutamento e seleção dentro da organização, desde o anúncio de vagas até os feedbacks finais. 

Dessa forma, esse profissional atrai e seleciona os candidatos mais alinhados com as vagas em aberto, buscando colocar as pessoas certas no lugar certo ao considerar diversos fatores que devem ser analisados ao longo do processo. 

Para tanto, o analista de R&S utiliza seu conhecimento e expertise para realizar todas as etapas do processo, além de incorporar tecnologias e inteligência artificial para tornar o recrutamento e seleção mais efetivo e humanizado.  

Nesse sentido, esse profissional é essencial para garantir contratações mais eficientes, otimizar atividades, assegurar mais produtividade e engajamento aos novos colaboradores, além de evitar o turnover recente. 

Normalmente, ele faz parte do departamento de Recursos Humanos, mas também pode ser fruto de uma contratação PJ, atuando como um prestador de serviços. 

Quais são as principais funções do analista de R&S? 

O analista de recrutamento e seleção desempenha todas as etapas dos processos seletivos, utilizando metodologias, ferramentas e técnicas de recrutamento e seleção para identificar os melhores talentos. A seguir, confira as principais funções desse profissional. 

Descrição e alinhamento das vagas

Ao notar a necessidade de um novo profissional, os gestores devem entrar em contato com o analista de recrutamento e seleção para indicar a vaga em aberto. Essa conversa é importante para que o analista entenda qual o perfil do profissional necessário, quais funções ele vai desempenhar, entre outras informações. 

Com isso em mãos, o analista poderá criar uma descrição da vaga atrativa e completa, com requisitos opcionais e obrigatórios, benefícios corporativos, faixa salarial, atribuições e expectativas da empresa. 

Divulgação 

Também é papel do Analista de R&S realizar a divulgação das vagas nos locais mais adequados para alcançar o público-alvo. Além disso, esse profissional deve deixar o texto atraente e adaptar o formato para diferentes plataformas de divulgação, como sites de vagas, redes sociais e site próprio da empresa. 

Triagem de currículos

A triagem de currículos é uma das etapas mais importantes e cansativas dos processos. Isso porque, nessa fase, existe um grande volume de informações que deve ser analisado pelo Analista de R&S. 

Ademais, é na triagem que o profissional filtra e seleciona os candidatos que estão alinhados com os requisitos da vaga. Assim, são analisadas informações como formação, experiências profissionais, hard skills e outros detalhes. 

Entrevistas e testes

Depois de selecionar os currículos, o analista passa para as próximas etapas, que incluem as entrevistas presenciais ou online e os testes e dinâmicas de grupo. Nessas fases, o profissional consegue conhecer melhor os candidatos e fazer as perguntas necessárias para extrair informações adicionais. 

Para conduzir uma entrevista, é fundamental que o analista seja capacitado e desenvolva habilidades, como a escuta humanizada, para tornar o momento o mais confortável possível. 

Análise de perfil e fit cultural

Além de conhecer as experiências anteriores dos candidatos e seus conhecimentos técnicos, o analista de R&S também é responsável por analisar o perfil comportamental e as soft skills dos talentos para entender se eles fazem sentido com os requisitos de cada vaga. 

Além disso, é preciso realizar um teste de fit cultural, para entender se o candidato está alinhado com visão, valores, posicionamento e postura da organização, sempre visando manter uma política de diversidade nas empresas.

Feedbacks

Após concluir as etapas do processo de seleção, o analista deve enviar o feedback necessário a todos os participantes, inclusive àqueles que não foram contratados. 

Ainda, esse profissional deve acompanhar de perto os indicadores de RH, analisando a eficiência das contratações e propondo melhorias, quando necessário, além de analisar a gestão de talentos

Saiba mais sobre os principais tópicos em R&S:

Os conceitos básicos de recrutamento e seleção.

Quais os níveis para o cargo de analista de recrutamento e seleção? 

Todas as atividades aqui citadas são de responsabilidade do analista de recrutamento e seleção. Contudo, a complexidade das tarefas vai depender do nível em que o profissional se encontra e o tipo de cargo que ocupa. 

Os níveis da posição são:

  • júnior: recém-formado e com pouco tempo de experiência. Assume tarefas mais simples;
  • pleno: profissional com nível de formação mais completo com pós-graduação ou MBA na área. Tem mais de 5 anos de experiência e competência técnica para desenvolver tarefas mais complexas;
  • sênior: é o profissional mais capacitado, com mais de 10 anos de experiência na função de analista. Tem autonomia para tomar decisões e liderar projetos e atividades. 

Como se tornar um analista de recrutamento e seleção?

Para ingressar na área é preciso uma formação em Psicologia, Gestão de Recursos Humanos, Administração ou áreas correlatas. Além disso, as empresas podem exigir cursos de especialização na área de recrutamento e seleção. 

Entre as competências mais valorizadas neste profissional estão:

  • comunicação;
  • bom relacionamento interpessoal;
  • facilidade em lidar com pessoas;
  • escuta ativa;
  • organização e planejamento;
  • comprometimento;
  • disponibilidade para atualizações constantes. 

A Carreira no RH

Além da área de recrutamento e seleção, o RH ainda concentra os profissionais de Departamento Pessoal; o Analista de Treinamento e Desenvolvimento e o Business Partner. Confira outras áreas do RH para ficar a par de tudo o que acontece no setor:

Infográfico com as áreas de atuação do RH. Na imagem, é mostrado o RH, Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento e o Departamento Pessoal, além do Business Partner.
Recrutamento e Seleção é apenas uma dentre inúmeras áreas do RH. Quais você conhece?

Quais ferramentas o analista de R&S precisa dominar?

Algumas ferramentas tecnológicas podem fazer toda a diferença na rotina de um analista de recrutamento e seleção. Isso porque, elas otimizam tarefas, permitem que o profissional se comunique com os candidatos, mesmo a distância, e trazem dados importantes para embasar a tomada de decisão. 

Entre as principais, estão:

  • plataformas de recrutamento online com inteligência artificial;
  • ferramentas de videochamada;
  • softwares de mapeamento de perfil comportamental;
  • redes sociais. 

Como vimos, o analista de recrutamento e seleção é o profissional responsável por todas as etapas dos processos seletivos dentro de uma empresa. Assim, é ele quem gerencia todos os processos de contratação e executa as etapas para conseguir os melhores candidatos e talentos. 

Quer buscar uma oportunidade para começar a atuar nessa área? Acesse o RH Portal e conheça o Indica RH, o programa de indicação pensado para qualificar você e recomendar as melhores empresas do mercado!

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe nas suas redes sociais:

Quer simplificar os processos
da sua empresa?

Comentários

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Quer saber mais?
Fale com a Eva!