Política ou plano de remuneração e benefícios: o que é e como fazer

por

por

Fundo amarelo com ícones de folhas e, no título, "política de remuneração e benefícios", ou plano de remuneração e benefícios.

Ao entrar numa nova empresa, além de conhecer todo o ambiente e clima organizacional e se integrar aos companheiros de trabalho, é importante também entender a política de remuneração e benefícios vigente. Isso pois é este documento que rege o pagamento de salários e benefícios corporativos.

Uma política de remuneração e benefícios bem definida pode trazer vantagens e eficiência aos processos da empresa. Além disso, também é importante para que os colaboradores compreendam as datas específicas e demais particularidades de cada um dos benefícios.

Se deseja saber mais sobre esta política, assim como entender suas nuances e conferir um exemplo, continue com a leitura.

Banner da Eva, a solução perfeita para seus funcionários.

O que é política de remuneração e benefícios?

A política de remuneração e benefícios refere-se ao conjunto de princípios e práticas adotadas por uma empresa para estruturar e administrar as compensações concedidas a seus colaboradores, além dos benefícios corporativos oferecidos. Isso abrange salários, premiações corporativas, planos de saúde, previdência privada, vale-alimentação e vale-refeição e outros elementos que compõem a remuneração total.

O plano de remuneração e benefícios é um elemento crucial no ambiente corporativo, desempenhando um papel fundamental na gestão eficaz de recursos humanos. Essa estratégia visa estabelecer diretrizes claras para a compensação financeira e vantagens oferecidas aos colaboradores de uma organização.

Confira a importância do plano de remuneração e benefícios na gestão de pessoas.

Qual a importância do plano de remuneração e benefícios?

Sabemos que cada membro da nossa equipe é fundamental, seja o craque que veste a camisa 10 ou o jogador que só compõe o elenco, mesmo que às vezes seja chamado de “perna de pau”.

Para as empresas

Como já foi adiantado, a política de remuneração e benefícios é fundamental para as organizações. Isso pois ela regulamenta inúmeros processos internos e define suas propriedades com mais assertividade.

  1. Atração e retenção de talentos: um plano de remuneração e benefícios bem definidos é um fator decisivo na atração e retenção de talentos qualificados. Colaboradores motivados e satisfeitos tendem a permanecer na empresa, reduzindo custos associados à rotatividade.
  2. Clima organizacional positivo: uma remuneração justa e benefícios atraentes contribuem para um ambiente de trabalho saudável, fortalecendo o engajamento dos colaboradores e promovendo uma cultura organizacional positiva.
  3. Competitividade no mercado: empresas que oferecem pacotes de remuneração competitivos têm vantagem no mercado de trabalho, atraindo profissionais capacitados e mantendo-se à frente da concorrência.

Para os colaboradores

Já para os funcionários, tal política também oferece bons benefícios quando elaborada e executada de maneira adequada.

  1. Motivação e satisfação: uma política de remuneração justa reconhece o valor do trabalho dos colaboradores, aumentando sua motivação e satisfação no ambiente de trabalho.
  2. Segurança financeira: benefícios como planos de saúde e previdência privada proporcionam segurança financeira aos colaboradores, contribuindo para seu bem-estar e tranquilidade.
  3. Valorização profissional: colaboradores percebem a política de remuneração e benefícios como um indicativo da valorização que a empresa atribui ao seu trabalho, impactando positivamente a autoestima e o senso de pertencimento.

Em suma, a política de remuneração e benefícios desempenha um papel crucial no sucesso tanto das empresas quanto dos colaboradores. Vejamos agora como elaborar uma que seja efetiva.

Como fazer uma política de remuneração e benefícios?

Fazer uma boa política de remuneração e benefícios pode ser um processo simples, apesar de trabalhoso. Para isso, vale o cuidado de seguir passos bem definidos em relação ao que deve ser feito.

Confira o passo a passo adiante.

Avaliação inicial

Comece realizando entrevistas com colaboradores para entender suas funções, responsabilidades e até mesmo seus sonhos na organização (profissionais, é claro 💭🤔). Analise os organogramas, verifique se há lacunas nas habilidades e avalie o desempenho dos funcionários.

Veja quais são os mais capacitados; quais precisam de investimento na formação de soft e/ou hard skills; quais não estão performando bem e, claro, quais funcionários precisam ser reconhecidos e promovidos. Feito isso, vejamos a importância de ver o panorama do mercado antes de estabelecer a política de remuneração e benefícios.

Pesquisa de mercado

E aí, xeroque rolmes, bora investigar o mercado para entender como está o panorama? Além de consultar pesquisas de mercado, mergulhe em sites de recrutamento, faça networking e entenda principalmente o panorama das empresas concorrentes em seu ramo.

Tal esforço permitirá você compreender melhor como fazer com que seus funcionários sintam-se mais motivados que os deles. Isso, por sinal, já está diretamente ligado com a melhora da performance dos colaboradores.

Estabelecimento de objetivos

Tendo em vista como está o panorama da sua organização e das rivais, é possível traçar métricas de desempenho para tornar seus objetivos tangíveis. Assim, será possível observar as melhorias práticas que surgirem após a implantação do plano.

Utilize os indicadores de desempenho mais adequados para cada funcionário ou setor. Então aproveite essa oportunidade para dar um oi pros líderes e entender como construir isso como equipe!

Plano de cargos e salários

E vamos de planilha! Hora de começar a entender e criar faixas salariais. Avalie as responsabilidades, as habilidades necessárias e a experiência para cada posição. 

Certifique-se de que as faixas se alinhem com os padrões do mercado, mas também reflitam o valor único que cada colaborador traz para a empresa. Ninguém quer se sentir como um feiticeiro subestimado, certo?

Comunicação, implementação e reconhecimento

Prepare apresentações claras e envolventes sobre as mudanças na política. Use canais de comunicação diversos, como reuniões e e-mails. E não se esqueça, já que você avaliou o desempenho dos funcionários, de recompensar os que merecem da forma que for mais conveniente — com premiações ou promoções, quem sabe? 

Certifique-se de responder a todas as perguntas e preocupações. E, claro, não esqueça de deixar espaço para o feedback, porque, afinal, estamos construindo uma política que todos adorem, não é mesmo?

Montando seu plano de remuneração e benefícios

Banner do cartão de benefícios flexíveis, ou beneflex, da Eva.

Cabeçalho

Insira o nome da empresa e o título “Política de Remuneração e Benefícios” no início do documento.

Índice (opcional)

Adicione um índice para facilitar a navegação pelos tópicos principais do documento.

Introdução

Apresente uma breve introdução contextualizando a importância da política e seus objetivos.

Visão geral da empresa

Descreva brevemente a missão, visão e valores da empresa para contextualizar o ambiente organizacional.

Objetivos da política

Enumere claramente os objetivos da política de remuneração e benefícios, destacando o que se pretende alcançar.

Princípios orientadores

Liste os princípios que nortearão as decisões relacionadas a remuneração e benefícios, como equidade, transparência e competitividade.

Estrutura de remuneração

Detalhe a estrutura salarial, incluindo faixas salariais, critérios de progressão e políticas de bônus.

Benefícios oferecidos

Descreva os benefícios disponíveis, tais como plano de saúde, vale-alimentação, educação, entre outros. Especifique a elegibilidade e condições de uso.

Incentivos e reconhecimento

Explique programas de incentivo, bônus e métodos de reconhecimento para destacar o desempenho excepcional.

Processo de avaliação de desempenho:

Detalhe como será conduzido o processo de avaliação de desempenho, incluindo critérios e periodicidade.

Comunicação interna

Aborde a estratégia de comunicação interna, explicando como as informações sobre remuneração e benefícios serão compartilhadas.

Revisões e atualizações

Esclareça como o documento será revisado e atualizado para se adequar a mudanças nas políticas ou condições de mercado.

Assinaturas

Inclua espaço para assinaturas, indicando que os colaboradores leram e compreenderam a política.

Anexos (se necessário)

Adicione anexos detalhando informações específicas, como tabelas salariais, formulários de benefícios, etc.

Rodapé

Insira informações de contato para esclarecimento de dúvidas ou sugestões.

Por fim…

A política de remuneração e benefícios é um documento fundamental para as organizações. Por meio dela, é possível ter mais clareza sobre os processos de pagamentos de benefícios e salários.

Para garantir ainda mais simplicidade neste processo, é possível contratar o cartão Eva e simplificar a gestão de benefícios como você nunca viu. Em nossa plataforma, é possível agendar recargas de benefícios de até 8 categorias em instantes.

0 0 votes
Article Rating

Tópicos

Compartilhe nas suas redes sociais:

Quer simplificar os processos
da sua empresa?

Comentários

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Quer saber mais?
Fale com a Eva!