Início » Blog » Trabalho híbrido: o que é e qual os benefícios desse regime de trabalho

Trabalho híbrido: o que é e qual os benefícios desse regime de trabalho

Com as mudanças provocadas pela pandemia, avançamos em um ritmo jamais antes visto para a digitalização do mundo. Obviamente, isso também trouxe mudanças para o mundo do trabalho e, de acordo com pesquisas recentes, a pandemia causada pelo COVID-19 acelerou o processo de digitalização em 59% das organizações.

Nesse contexto, em que a presença do funcionário no escritório deixa de ser um requisito, os debates em torno dos benefícios do trabalho híbrido ganham força. Seja para reduzir os custos ou simplesmente para aumentar a satisfação dos funcionários, muitas empresas estão mostrando que esse modelo de trabalho veio para ficar.

Continue a leitura para descobrir o que é o trabalho híbrido e porque ele é uma tendência pós-pandemia.

Trabalho presencial ou remoto?

O trabalho híbrido ganhou força com o advento do home office, regulamentado no Brasil pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) em 2017, mas que se popularizou após o início da pandemia, em 2020. Atualmente, quase dois anos após o início do isolamento, 70% dos profissionais que atuam em home office dizem não querer retornar ao presencial, de acordo com levantamento da Bare International.

Mesmo assim, não há como negar que nem tudo são flores. Rotinas irregulares, dificuldade de concentração e possibilidade de excesso de carga de trabalho são alguns dos principais empecilhos desse regime.

Também por isso, várias empresas têm buscado um meio campo entre o trabalho presencial — que também tem seus problemas — e o trabalho remoto. E é aqui que entra o trabalho híbrido.

O que é trabalho híbrido?

Se o trabalho remoto é realizado integralmente em casa — ou em qualquer lugar com internet, e o trabalho presencial é na organização, o modelo de trabalho híbrido é o meio termo entre os dois. Nesse sistema, que garante o benefício de flexibilidade aos colaboradores, os funcionários alternam entre dias trabalhados em casa e idas ao escritório.

Benefícios do trabalho híbrido

Conheça agora alguns dos benefícios desse sistema de trabalho.

Segurança

Apesar de muitos imaginarem diferente, a pandemia ainda não acabou. Entretanto, com o avanço da vacinação, muitas empresas já estão buscando formas seguras de voltar ao local de trabalho. Assim, o trabalho híbrido se apresenta como uma alternativa mais segura que o retorno 100% presencial.

Redução de custos

Você já parou para pensar nos custos de manutenção de um escritório? Conta de luz, água, internet e tudo isso para não falar dos gastos de locomoção até o local de trabalho. Em um sistema híbrido, além de não haver necessidade de expandir o espaço físico para contratar mais colaboradores, os gestores também conseguem reduzir consideravelmente as despesas com o home office.

Para os funcionários, o sistema híbrido ainda permite economizar no vale transporte ou combustível.

Gestão de tempo

É fato que, em um sistema híbrido, os funcionários têm uma menor tendência a atrasos e faltas. Isso se deve pois, ao alternar entre trabalhar em casa e no escritório, o colaborador consegue adaptar sua rotina de trabalho às suas necessidades pessoais e organizar melhor suas demandas.

Autonomia

Quando estão em suas casas, os trabalhadores não ficam durante todo o tempo sob a supervisão de seus superiores. Também por isso, precisam colocar em prática técnicas de autogestão para assim se organizarem e cumprirem suas tarefas. 

Felicidade dos funcionários

Após a pandemia, adotar o trabalho híbrido também será uma forma de diminuir a rotatividade e manter os melhores talentos em sua empresa. De acordo com uma pesquisa do Guia Salarial da empresa Robert Half, 38% dos funcionários estão dispostos a encontrar um novo trabalho caso não haja possibilidade de trabalho híbrido.

Como implantar o trabalho híbrido?

Ao pensar sobre implantar o trabalho híbrido na sua empresa, são vários os fatores que devem ser levados em consideração. A cultura organizacional, a disponibilidade de equipamentos e, principalmente, a necessidade dos colaboradores devem estar no centro das discussões.

Nessa etapa, você precisa entender a cultura organizacional da sua empresa e ponderar se o trabalho híbrido se encaixa com a realidade da organização. Na sua empresa, vocês valorizam a autonomia e a proatividade? Se a resposta for sim, é provável que você tenha mais facilidade ao implantar esse sistema. No entanto, se a cultura de sua organização valorizar o controle e a autoridade, pode ser que haja certa dificuldade em fazer a transição para o trabalho híbrido.

O mais indicado, antes de tudo, é realizar uma pesquisa para entender melhor o perfil dos seus colaboradores, suas preferências e dificuldades para, assim, poder montar um modelo que seja pertinente para os funcionários. Considerar quais trabalhadores podem realizar suas tarefas de forma remota e quais precisam comparecer à empresa também é fundamental antes de adotar o regime de trabalho híbrido.

Eventualmente, pode ser que os gestores de RH precisem coordenar treinamentos para adaptar os funcionários à rotina de trabalho híbrida e às ferramentas utilizadas no trabalho remoto.

Como vimos, são muitos aspectos que precisam ser considerados ao avaliar a viabilidade do sistema de trabalho híbrido. Entretanto, é fato que as organizações que não apresentarem flexibilidade para se adaptarem às mudanças do mundo, terão dificuldades em se manter como uma empresa desejada pelos profissionais.

Não deixe de compartilhar o artigo e deixe nos comentários o que você acha do sistema de trabalho híbrido. Até a próxima!

Tópicos

Compartilhe

Este artigo foi feito por

Artigos recentes